Cantares


  • |Cantares 2:1| Sou uma flor 3 de Sarom, um lírio dos vales.

  • |Cantares 2:2| Como um lírio entre os espinhos é a minha amada entre as jovens.

  • |Cantares 2:3| Como uma macieira entre as árvores da floresta é o meu amado entre os jovens. Tenho prazer em sentar-me à sua sombra; o seu fruto é doce ao meu paladar.

  • |Cantares 2:4| Ele me levou ao salão de banquetes, e o seu estandarte sobre mim é o amor. 4

  • |Cantares 2:5| Por favor, sustentem-me com passas, revigorem-me com maçãs 5, pois estou doente de amor.

  • |Cantares 2:6| O seu braço esquerdo esteja debaixo da minha cabeça, e o seu braço direito me abrace.

  • |Cantares 2:7| Mulheres de Jerusalém, eu as faço jurar pelas gazelas e pelas corças do campo: não despertem nem provoquem o amor enquanto ele não o quiser.

  • |Cantares 2:8| Escutem! É o meu amado! Vejam! Aí vem ele, saltando pelos montes, pulando sobre as colinas.

  • |Cantares 2:9| O meu amado é como uma gazela, como um cervo novo. Vejam! Lá está ele atrás do nosso muro, observando pelas janelas, espiando pelas grades.

  • |Cantares 2:10| O meu amado falou e me disse: Levante-se, minha querida, minha bela, e venha comigo.